quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

No silêncio procuro as minhas respostas.

Nas noites de insónias fico a pensar nos caminhos que escolhi, naqueles com quem me cruzei, partilhei pensamentos, alegrias e dor!
Penso no que poderia ser diferente.
Por vezes ocorre-me a ideia, que nem sou eu quem escolhe o caminho, mas a vida que para ele me conduz.
Se errei, é porque tinha que aprender!
Se sofri, é porque tinha que a aprender a viver!
Por vezes sinto que a vida é dura e injusta!
Por vezes sinto falta daqueles que perdi na névoa do tempo!
Mas sei que ganho quando alguém de novo surge no meio do caminho.
Cresço e aprendo, não me arrependo dos anos que por mim passam! A cada dia sinto que vivo!
Temos que ver sempre a outra perspectiva da vida! Como quando vemos o pôr-do-sol, a seguir temos de nos voltar se queremos ver um novo nascer-do-sol!

No silêncio procuro as minhas respostas.

2 comentários:

Mel disse...

Essas reflexões que fazemos a respeito de nossas vidas são importantes demais, nos mostram por onde já andamoss e o que ainda nos resta. No final dá tudo certo, Vanda, vc vai ver!
Boa sorte na caminhada. Beijo!

Simone Ferraz disse...

Oiiiiiiii portuguesa querida!!
Quanto tempo hein!!!
Adorei o texto viu!!
Bom domingo!

beijos,
Simone.