segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Arte de viver

Perdeu o brilho do olhar, a alegria da juventude, a energia para as brincadeira e quase a vontade de se alimentar...
De cariz baixo, passa os dias com melancolia, sem esperança, sem futuro, um catabático passou e tudo levou, deixou apenas a dor e a amargura!
Ficou seca, como a velha fonte da vila que já não deixa cair uma gota de água, que não mata a sede a um pobre coitado!
Arrastada na lentidão dos dias, vai contando os segundos para que o sol se ponha, para que apareça a lua, para que haja um novo nascer do sol, como se nesta contagem de tempo, ele se torne menor e termine com a sua dor e acabe de vez com a sua angustia!

A vida parece-nos injusta, os bens estão mal distribuídos, os sentimentos mal repartidos, tudo só para uns, nada para tantos outros…
Haverá uma segunda oportunidade!? Ou ficaremos pelo consolo que nascemos todos iguais, vimos ao mundo da mesma forma e na hora de morrer aos olhos do criador somos todos criaturas idênticas, farinha do mesmo saco, apenas com a diferença dos pecados que por cá cometemos enquanto vivos!

Afinal de contas o que significa viver!? O que é viver!? Talvez me digam e em certos dias também eu o sei, que viver é a maior arte de todas…mas noutros dias, tal como eu, vocês se sintam muito pouco artesãos dessa mesma arte…

E, simplesmente deixam a vida correr, sem fazer nada para alterar o rumo, numa lenta contagem dos segundos…

12 comentários:

Girassol disse...

Todos temos dias de tudo...
Às vezes sentimo-nos uns sortudos, e privilegiados por tudo o que nos rodeia.
Mas no dia seguinte, algo pode mudar o nosso pensamento, e fazer com que nos sintamos o mais infeliz dos infelizes...
A meu ver, ninguém domina a arte de Viver. Estamos todos em permanente aprendizagem, enquanto tentamos fazer o melhor com os dias que temos.
Uns bons, outros maus... muitos deles bastante injustos... mas não podemos perder a esperança, nem a capacidade de acreditar em dias melhores.
Sem isso, o que nos resta?

Beijinho Vanda.

Edna Federico disse...

Confesso que sou uma otimista por natureza e meu baixo astral não dura muito tempo...acho perda de tempo ficar de mau humor sendo que estou viva e a vida passa muito rápido!
Beijos

Girassol disse...

(Obrigada por me avisares.
Já li a nossa aventura... nossa senhora, o que eu já ri aqui...) =)))

Nilza disse...

Olá!!
vim no rastro das amigas Edna e Girassol..e me deparei com mais uma romântica..assumida?

beijos

João Antônio disse...

Eu gosto muito das coisas que voce escreve...

Gosto muito

Um grande abraçao

Lica disse...

Olá! Há tempos não passo aqui, e hoje deparo-me com você falando do tempo, de viver...
Serviu-me de chacoalhão: "Acorda Lica! Vive tua vida e não se lamurie!".
Eu que tenho dormido muito e vivido muito pouco, estou aos poucos abrindo os olhos.
Beijos.

Claudia Blue disse...

Vanda, as vezes a vontade é de deixar a vida correr pq por mais que vc tente alterar o rumo surgem um monte de obstaculos e nos faz apaticos...mas ainda a gente insiste em ter esperanças.. beijo blue

http://noelevador.zip.net
http://nabolsadamulher.blogspot.com

ricardo disse...

nossa bem profundo, as vezes minah vida parece mesmo uma contagem de segundos, mas aí penso q em 1 segundo eu posso ver um passaro na minha janela, em um segundo eu posso morrer, em um segundo eu posso me apaixonar, em um segundo eu posso tirar, dar, sentir..assim a contagem dos segundos é uma soma q se chama vida...beijosssssss

http://noelevador.zip.net
http://vidacretina.zip.net

Lica disse...

Hoje baixei umas músicas do Rui Veloso. Não consegui escutar todas, mas as que ouvi são muito lindas.
Também ressuscitei um CD do Rao Kião e outro de uma cantora chamada Mariza. Ela - ou alguém para que ela cante - musicou uns poemas de Fernando Pessoa, e um de Florbela Espanca. Lindo.
Levantou-me.
Beijos

Márcia(clarinha) disse...

Viver é isso, a busca incessante da felicidade com alegria e certeza da vitória
lindo dia,flor
beijos

pensamentosocultos disse...

A Vida ! Pq tão dura para uns e tão fácil para outros ? Será que a culpa é nossa, nós é que escolhemos o rumo que qeremos dar à nossa Vida ??

Hum..Adoro os seus pensamnetos ! Fazem pensar ! São uma arte !

Beijos

Paula Calixto disse...

A diferença não está só nos pecados, mas também na santidade dos nossos atos.

Viver e deixar viver pode parecer enfadonho, mas alimenta a mente e regojiza o coração que precisam de pausas em tempos e tempos.

Sim, viver é uma arte. Mas, não há um só artista que não pinte uma tela desprezível dentre tantas obras fabulosas!

Assim é a vida.

Beijos