domingo, 7 de outubro de 2007

Por vezes...

Por vezes temos dias que parecem oceanos, momentos que são noites inteiras no escuro. Por vezes perco-me nas nuvens a sonhar, por vezes encontro-te nos meus sonhos. Por vezes estás ao meu lado. Por vezes nem sei quem sou, nem onde estou!
Navego nos meus pensamentos, como outrora navegaram as Naus pelos mares, sem rumo, apenas com ponto de partida, sem saber se um dia chegarei a terra.
Por vezes quero tanto e esse tanto parece-me tão pouco.
Por vezes perco-me nos mares. Por vezes encontro-me nas nuvens!
Por vezes só desejo o teu afago!

23 comentários:

Fernanda e Poemas disse...

Vanda, adorei o teu texto, com alguma insegura�a, mas isso � pr�prio de quem est� apaixonada.
A paix�o e o amor, s�o sentimentos distintos;
Enquanto a paix�o nos deixa numa inquietude sem fim,
O amor d�nos tranquilidade seguran�a.
Mas Amiga adorei o teu texto.
Bom Domingo.
Beijinhos!
Fernandinha

Mary disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mary disse...

Oi, Vanda...
É a primeira vez que comento no teu blog, mas volterei aqui sempre (já que agora somos 'sócias').
Adorei o post. Ele traduz um pouco do q eu sou agora. Um barco à deriva, saído de um ponto de partida e com um mar imenso a explorar, sem saber onde chegar...
Beijos e bom domingo.

Márcia(clarinha) disse...

Eu por tantas vezes desejo o afago do meu bem...e faz tão bem esse desejar
lindo domingo,flor
beijos

O Profeta disse...

Por vezes vivemos a emoção do querer...
Por vezes sabe bem partilhar os sentires...


Doce beijo

[P] disse...

Por vezes eu nem sei quem sou... É como estou me sentindo, mas vai passar, espero [ou então, isso deve ser amenizado em algum instante da minha vida].

Beijos.

ps: E agora? Eu sou a Dona das Intenções ou uma Contra-Indicada? Crise de identidade na hora de assinar o comentário :)

Elza disse...

ultimante eu não tenho vivido isto por vezes nãom, tem sido uma constante pra mim...


boa semana,
=]

Vieira Calado disse...

O melhor é esse afago.
Os barcos , hoje, já não prestam. Navegam de cor, com aparelhagens
quase irreais. Beijinhos.

Jana disse...

gente é assim ó, navegar E viver são precisos :)

Beijos.

Girassol disse...

E um afago do nosso bem querer pode dissipar tantas dúvidas e inseguranças, não é mesmo?

Um beijo Vanda.
Uma óptima semana.

Edna Federico disse...

Um carinho às vezes basta para mandar toda a amargura e medo embora...
Beijo

BRUNO LEONARDO disse...

Oi,linda
Lindos estes pensamentos soltos....
Bjs

Si Ferraz disse...

Lindo texto minha portuguesa querida!!
Pore vezes sonho acordada, mas bem que esse sonho poderia ser realidade né??!!

Beijos,
Simone.

luma disse...

Por vezes que não são sempre! Entre os oceanos, nuvens, sonhos e pensamentos existe a terra que teima em nos fazer fincar os pés na realidade. Beijus

Vieira Calado disse...

Obrigado pelo seu interesse no meu livro. Tem � que me dizer para onde quer que o mande.
Custa 5 euros (que far� o favor de me mandar depois s� de receber a minha ecomenda) e vai acompanhado por um miminho: o meu livro de poemas
"Como um Rel�gio de Areia"
Poder� meter uma nota dentro dum papel dobrado que isso c� chegar�.

Desde j� obrigado
beijinhossss

Pensamentos Ocultos disse...

Por Vezes(..) Sentimo-nos assim ! Sem saber quem somos, qual o nosso Destino, afinal ?

Beijinhos.

sarah k disse...

Ah Vanda,
eu também sinto-me muitas vezes assim ... rss

lindo isso.

beijo
;-)

Branquinha disse...

Estou na fase de pensar...penso, penso e mesmo assim as vezes não consigo achar uma resposta!
bjos

markus disse...

Olá bom dia Vanda,
Tens um prémio a levantar no meu blog, passa lá q vais entender.

Lindas palavras as tuas, por vezes de facto somo mt diferentes do habitual, no ser e no sentir, mas por vezes somos mesmo nós...

“Água fresca e sedenta
TU por vezes fazes mal
Misturam em ti pimenta
Ou servem-te com sal”.
Bom fds, bjos***

Mel disse...

Por vezes basta um afago... E nos salva de nos perdermos!
Beijos e lindo fim de semana, Vanda!

Paula Calixto disse...

O desejo é O significante todo que precisamos de Um no/do Outro!

Beijos

Suzanne disse...

Muito bom seu blog, muito bom seu post tb!
Por muitas vezes desajamos tanto, acho que nesses momentos esquecemos de ver tantas coisas que podem estar ao nosso lado...

Bjosss!!!

O Profeta disse...

Há um espaço aberto
Estas pedras guardam segredos do tempo
Aromas dispersos invadem-me a lembrança
Este mar tem as cores do perdido sentimento


Bom fim de semana


Doce beijo