segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Quando se acredita...

Quando se acredita no que se diz é sempre importante, para quem ouve torna-se relevante a forma como se diz.
Por vezes é difícil escolher as palavras certas para cada pessoa, há aqueles que gostam da verdade, outros preferem mentiras simpáticas e ainda há aqueles que temos que usar eufemismos para não ferir a sua sensibilidade.
Tem outras vezes que falar não basta, outras que nem vale a pena falar porque cai em ouvidos moucos e noutros casos em que se conquistou a cumplicidade, gestos, olhares e o silêncio diz mais que mil palavras ou um dicionário inteiro!

Situações em que se fala demais, levamos aos extremos as nossas conversas, defendemos os ideais, para nada, porque existem assuntos que nunca devem ser discutidos mas sim respeitados.

Quando se tenta transmitir sabedoria, essa ficará sempre pela metade, assim como descrever uma emoção e um sentimento, são coisas que estão para além das palavras e da comunicação!

Eu gosto das palavras escritas, podemos sempre interpreta-las de mil formas ou nunca as compreender!

No meio diz tudo o importante é mesmo falar, comunicar e partilhar as nossas vidas, sempre assim foi, desde o homem das cavernas ao redor de uma fogueira até aos dias de hoje em que se cria novas ferramentas sempre em prol da comunicação!

Boa semana

20 comentários:

Girassol disse...

Não importa o modo como nos exprimimos, certas palavras não podem ser guardadas.
Costumo dizer que a escrita é o meu meio de exorcizar fantasmas, angústias, medos... e tenho descoberto que é também um bom método para me tornar mais "tranquila"...
Aquilo que sufocamos, acaba por nos fazer mal, é fundamental ter uma forma de nos libertarmos.

Beijo Vanda
Óptima semana.

Márcia(clarinha) disse...

Acredito que só com a liberdade seremos felizes, seja ela de vida, de expressão e de atos...
Lindos dias,flor
beijos

[P] disse...

Concordo quando você diz que há assuntos que devem ser respeitados, e não discutidos, sabe? tipo... será que consigo pôr na minha cabeça, de uma vez por todas, que há um assunto espefício em minha vida que nem merece consideração? Que eu tenho mais é que aceitar os fatos que berram sozinhos, e pronto?

Saudades, amiga.

Beijos.

Rodrigo disse...

Olá
Vim conhecer seu Blog e adorei..
O texto é perfeito..Prefiro sempre também a palavra escrita,pois nos dá tempo de pensar e refletir.Palavras faladas,só amenidades....
Parabéns!
bjs

Ah..posso linkar?

Paula Calixto disse...

As verdades saltam aos olhos de quem vê! E nisso consiste sua intensidade e transparência.

Ler palavras letradas é ler a si mesmo, no fundo, no fundo. Ao menos, é a minha percepção e entendimento.

E até um bom-dia pode dizer tudo o que precisamos enxergar. (;

Beijos.

Pensamentos Ocultos disse...

Eu acho que a verdade est� acima de tudo . Muitas vezes somos confrontados com verdades menos boas, mas tudo na vida passa. Com o tempo(..)

Beijinhos.

Pensamentos Ocultos disse...

Felizmente está a correr tudo bem neste ano lectivo. Obrigada pela preocupação.

Mary disse...

Há emoções que as palavras não conseguem traduzir e, portanto, devemos calar e deixar que se entenda...
Mas a palavra escrita é muito verdadeira, mesmo com suas diversas interpretações, ela nos serve e muito!

Bjos mil!

Boa semana pra tu tb.

=]

F. S. Júnior disse...

é engraçado pensar que, palavras escritas, eternizadas, possam dizer mais coisas do que palavras ditas... pois, em geral, documentamos aquilo que queremos perpetuar, sem mudar.

Paulo Fernando disse...

Comunicação é primordial. Somos seres interessantíssimos porque temos várias formas comunicacionais, bem como intelectuais. A teoria matemática de Shannon explica bem o que vc diz. Ouvir, falar, sentir e argumentar são características plurais dos seres humanos.

Abraços

Edna Federico disse...

Sabe o que aprendi nessa minha curta jornada de vida?
Que o mais difícil, não é falar...o mais difícil é calar!
Beijo

luma disse...

Vanda, eu peco pela minha sinceridade. Posso até usar de jeitinho, mas a maioria das pessoas não gostam de ouvir a verdade.
Tem um mimo pra você lá no luz!
Beijus

cõllybry disse...

Olá Vanda...Ter cuidado com se fala, é uma questão de dever e respeito, como se diz sim
se pode dizer não, na verdade se processa da mesma forma, não que seja fácil na pratica, mas os benefícios são enormes…

Bjca doce

Si... disse...

oiii Vanda... gostei bastante do seu cantinho... =) Então se eu te contar q o meu tema de hj é mto parecido com o seu vc acredita? E olha q eu escrevi antes de visitar o seu hehee.. adorei. Ei vc é mesmo de Portugal? Abraços

BRUNO LEONARDO disse...

Oi,linda
Prefiro escrever verdades...palavras o vento leva e depois,muitas vezes não podemos voltar atrás...
Lindo texto!
Bjs

Branquinhas disse...

O pior de tudo é quando nossas palavras não são compreendidas e acabam nos julgando pelo lado negativo.
Saber calar é uma virtude, pois nem sempre tudo deve ser dito. O silêncio pode falar mais q uma enciclopédia.
bjos e boa semana!

Mel disse...

Como seres humanos temos mil possibilidades de nos comunicarmos e isso já alivia as limitações, não é Vaanda? Imagina as formas não verbais de nos expressarmos? Gestos, olhares, atitudes.
Beijos, estava com saudade de falar um pouco por aqui, o computador que estava usando está com problema e não me deixa fazer comentários em blogs com janela pop-up.
Bom fim de semana, Vanda.
Mel

Salve Jorge disse...

Quando se acredita
A gente evita
Certos atritos
Frutos dos conflitos
Das falhas da comunicação
Que deixam tantos aflitos
Caídos pelo chão
Já de antemão
Tomados pela frustração
De não entender
Já eu prefiro ver
Como você
A multiplicidade
Das possibilidades
E me perder
Até nos sentidos e nas sintaxes
Mas para me achar
E expandir as sinapses...

P.s - Seu comentário foi dos mais saborosos com que já me deparei nessa vida blogueira...

Elza disse...

Tão bom foi vir aqui e ler este texto.
me idetifiquei muito!!

tenha uma ótima semana.

Lidiane disse...

Eu falo demais.
:(
E o texto é bastante oportuno, sabe?

Beijos.