terça-feira, 25 de março de 2008

Pensamento solto sobre a felicidade #2

Então, se me perguntam se sou feliz, eu respondo que sou feliz, deixo-me guiar pelos sentidos nas emoções, ressuscito em cada manhã a magia de se estar vivo…

O facto de aceitar naturalmente as coisas como são não quer dizer que sejamos meros conformistas na banalidade dos dias, pelo contrário, aliando a realidade à vontade do querer, podemos chegar mais além. O aceitar não é colocar limites ou fronteiras físicas e psicológicas.

Existem verdades que já formam ditas, vários livros escritos nesta eterna procura do caminho da plenitude, eu mesma não me canso de escrever sobre o tema nestes textos inacabados porque existe e continuará a existir sempre algo a acrescentar, cada dia trás consigo algo de novo, outras formas de sermos felizes, outros caminhos para a felicidade.
Muitas são as vezes que nos confundimos ao pensar que estamos num início de sermos felizes e ignoramos, fechamos os sentidos ao projectar sempre a felicidade no futuro, quando aquele exacto momento é a verdadeira felicidade, que devíamos aproveitar no máximo e saboreá-la com serenidade para que então no futuro ao reacender na memória esse momento se volte a ser feliz!

Por vezes as pessoas precisam de algo que vem de fora para verem o que está mal por dentro!
Por vezes têm que acordar!
Por vezes nem sabem o que querem!
Outras vezes até sabem mas têm medo! Falta-lhes a coragem para recomeçar!
E, como somos prisioneiros de um tempo que nem é nosso, de um tempo que nos limita e nos é limitado, temos que aprender a viver o presente, porque esse é o único tempo que está ao nosso alcance, o único tempo em que podemos ser felizes!

18 comentários:

Carmim disse...

Esquecemo-nos vezes demais de viver o dia de hoje, e erradamente vamos adiando a felicidade porque acreditamos que temos sempre mais um dia.
O teu texto fez-me lembrar António Ramos Rosa:

"... não posso adiar para outro século a minha vida
nem o meu amor
nem o meu grito de libertação

Não posso adiar o coração."


Beijos.

Mary disse...

"Por vezes as pessoas precisam de algo que vem de fora para verem o que está mal por dentro!
Por vezes têm que acordar!
Por vezes nem sabem o que querem!"

É exatamente isso, Vanda! Buscar a felicidade em outro lugar gera uma eterna insatisfação. Eu também sou feliz! Muito!!!

Bjinhos.

;)

[P] disse...

Eu precisava ler algo assim para me [re]animar mesmo, sabe, Vanda?

Beijos.

Mary disse...

Paasei aqui pra te deixar um beijo.
:*

Bom domingo.

sarah k disse...

Ter medo é um dos grandes impasses diante da felicidade... se bem que felicidade eu acho que não existe, assim como é cantada m prosa e verso... acho que em alguns momentos estamos felizes, noutros não ... e assim se compõe a vida ,entre altos e baixos, entre sorrir e chorar, exultar ou deprimir ... tuso faz parte.

;-)
bjs

Wagner disse...

O engraçado é que eu não permito-me dizer que SOU feliz... permito-me um ESTOU feliz...

Blog perfeito, ótimos textos...
Visito sempre daqui pra frente.
Abraço!

Jeff disse...

Lendo o primeiro não pude deixar de ler e conmentar o segundo (rsrrs).

.

Realmente há uma preocupação de muitos com o futuro e esquecem de viver o presente. Eles não sabem, ou melhor, se sabem não enchergam, que a felicidade vivida no presente lhe trará uma provével felicidade no futuro.

.

Quanto ao recomeçar ... o conformismo das circustâncias fazem com que essas pessoas fiquem limitadas. Não culpo o tempo, pois este esta apenas seguindo seu caminho: apresentando as oportunidades e não nos limitando. Com certeza as pessoas que são medrosas de encarar os fatos!

.

Gostei muito dos textos e das imagens ... ótimas postagens ....
Passarei mais vezes ....

.

Abraços !

Mary disse...

Saudade de te ler, Vanda!
Bjinhos e ótimo início de semana.
;)

sarah k disse...

Pois é ... todo mundo quer ser feliz, mas são poucos os que SABEM SER. Aliás, ser feliz não ... ter momentos de felicidade. Tem que ter o peito aberto tb para a dor, acho que ser feliz consiste nisso.

bjs e apareça qdo der.
;-)

casualeblog disse...

Vanda, não some por muito tempo!
Beijos, Mel

ideiasdespedacadas disse...

Sumida ... kd vc!?
beijos
Sarah
;-)

Edna Federico disse...

É, estamos sempre em busca da felicidade, né?
Beijo

Ariana disse...

QUe lindo do seu post, estava precisando ler algo assim!

Adorei o blog!

Beijo*

Marco disse...

Feliz me torno nos momentos em que permito-me, apenas viver!

Vanda querida! Qnt tempo... Vim te convidar a comemorar 1 ano de blogsfera cmg. Vc faz parte dessa história!
Bjs

http://afontequenuncaseca.blogspot.com/
1 ano e muita história pra contar... Acesse e comemore cmg!

Si Ferraz disse...

Oláaaaaaaaaaa Vanda!!!
Como sempre textos lindos por aqui.
Adorei!

beijos,
Simone.

Jacinta disse...

É,
a chave de leitura do seu texto, para mim, é: viver o presente, sabendo do nosso potencial para o crescimento, sempre.
Um abraço

Mel disse...

Vanda, sei que faz tempo que vc não aparece, não sei como está a sua vida, o que tem acontecido, mas espero do fundo do coração que esteja tudo bem.

E passo por aqui pra te dizer que deletei o Casuale, mas deixei a porta aberta em outra morada, apareça quando puder.

Beijos e fique bem.
Mel

sarah k disse...

Menina Vanda,
vc sumiu!

Por onde anda ... ssaudade

;-)
bjs